sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Navegar


Navegar ao sabor do vento por mares nunca antes explorados, navegar por puro desejo de descobrir, de explorar o inexplorado, sem saber quando ou aonde vamos chegar.Partir apenas levados pela vontade e pelo desejo,pela curiosidade e prazer da viagem a um sitio qualquer que imaginamos idilico e transcendente e finalmente ficarmos
profundamente inebriados e maravilhados com a descoberta!
*Mais uma vez tive uma força inspiradora...
Ana C.

1 comentário:

Matthew disse...

Olá Ana,

Passei dar uma espiada no teu blog. Parece que vosta gosta expressar seus sentimentos numa forma poetica. Gostei. A poesia nós permite passar sensações fortes com meia-palavras, sem dizer tudo mas dizendo na verdade muito além das próprias palavras.

Um beijo,
Matt.