quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Amor ou prisão?

Ultimamente tenho lido textos fantásticos em blogs de pessoas iluminadas como o Edson Marques e a B.
É reconfortante saber que existem pessoas que pensam como nós e melhor do que isso que as expressam de uma forma tão clara e brilhante como não saberiamos fazer.
Penso eu, que amar é partilhar a vida, é caminhar lado a lado mas com a consciência de que somos 2 seres e não um, com gostos próprios, com características únicas.Amar não é aprisionar, não é possuir, não é sufocar pois ao fazê-lo estamos a destruir o outro em nome de um sentimento tão sublime que se chama AMOR!
É preciso que se entenda que perdemos toda a magia quando tentamos fazer do outro reflexo de nós próprios e das nossas expectativas.


Ana C.