sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Vagabundo



Sem rumo, sem norte

sem porto seguro

Errante, navegante

boémio, sonhador

Vê as estrelas

e ofuscado por elas

vai vivendo...

Num Paraíso

que se chama Inferno!



Ana Casanova

23 comentários:

♥*♥(franciete)♥*♥ disse...

Muito bonito seu poste, adorei seu blog.
Beijinhos de luz em seu coração

Mika disse...

...O inferno paradisiaco...



Abraço

HSLO disse...

Você é sempre critiva Ana...adorei;


abraços

Hugo

tossan disse...

Errante, navegante
boémio, sonhador
Vê as estrelas
e ofuscado por elas
vai vivendo...
Num Paraíso
de verdade

Com porto seguro no sul

Paerece a minha vida sem o inferno.
Beijo moça adoro quando fazes poemas. Esse é lindíssimo!

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Ana...não sei se estou certo, mas olhou o "Vagabundo" com os olhos da alma, colocou-se em seu lugar e tentou sentir um pouco do que talvez ele sinta..já escrevi sobre isso também...se encontrar te mostro...
Fiz assim mostrando a relação entre nós, que temos uma vida razoável e a deles assim a esmo enão nos damos conta de que ali muitas das vezes já existiu um ser humano com familia, casa e amigos
E que por motivos que nem imaginamos tornaram-se andrilhos...
Parabéns...um abraço na alma...brigadim pela presença lá no Verseiro...bjo

Vladir Duarte disse...

E assim são muitos de nós!

Anderson Fabiano disse...

poucas letras, muitas verdades.
meu carinho,
anderson fabiano

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Adorei o poema! Show!
Adorei este Inferno!
Linda na Foto!
Muito obrigada, querida Ana.
Você é deveras importante para mim****************************

****

*Se a gente cresce com os golpes duros da vida, também pode crescer com os toques suaves na alma. Nada faz sentido neste mundo se não tocamos o coração de uma pessoa*

Aquele abraço que nos enlace para sempre*
+ Beijos e felicidades!
Renata

MENSAGENS AO VENTO disse...

______________________________

Algumas pessoas são assim... Correm atrás dos pirilampos, acreditando que são estrelas.


Beijos de luz e o meu especial carinho, Ana!!!

Zélia

__________________________________

Humana disse...

Querido Élcio,
neste caso é mesmo um coração que é vagabundo ou se sente...
Por vezes acontece, não sei se com toda a gente. Há pessoas que se sentem sempre cheias de certezas. Pode também ser interpretado como tu o fizeste. O que importa é o que transmite e podia bem ser o que te transmitiu a ti.
Um beijo com muita amizade.

PS - Acho que li esse poema de que falas no teu blog mas vou passar por lá e procurar. ;D

JORDAS disse...

Não gosto de paraíso no mundo inferior, mas muitas vezes o nosso querer prega-nos partidas.
Seu post é lindo.
Gostei dos desenhos...
Um fim de semana de céu azul.

João Videira Santos disse...

...Quando as palavras são feridas pelo sentimento,acontecem post's como este...
Beijo

[ rod ] ® disse...

O inferno é a chama que clama pela vida alheia e sem brilho! Amo-te moça.

João Reis disse...

Há dias assim. Importante é contornar.
Bjs
Boa semana

Liz / Falando de tudo! disse...

de fato...ha paraisos que podemos chamar de inferno!
gostei do teu cantinho aqui, volto outro dia, ok?
Liz

netuno artes disse...

Tuas postagens são sempre interessantes, mas vou além esse
" vagabundo " , mencionado tanto no teu poema, como no comentário do amigo ELCIO , poderia também ser determinada pessoa sem objetivos nenhum na vida, levando a vida sem propósito algum, sem nenhuma determinação ou regra . . .
muito boa a postagem,
bjs netunianos

kandanda disse...

Sem dúvidas para mim, vagabundo é o clímax do andarilho da liberdade, cavaleiro errante com rumo entrelaçado pela ansiedade de ser em corpo e alma uníssono "desgrilhetado" com a nudez envolta na verdade!

João de Bourbon disse...

Realmente muito lindo seu blog! Estas poesias que compartilha são maravilhosas adorei! Parabéns. Abraços.

João Videira Santos disse...

"Haiti - passado, presente e futuro"
Exposição colectiva de pintura para apoiar a AMI - Assistência Médica Internacional na missão de ajuda ao povo haitiano.
Inauguração, sábado, dia 6 de Março de 2010, às 17.30 horas, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Carcavelos.

Apareça!

Beijo

Vivian disse...

..Un giramondo come me
che cambia strada appena puo'
deve trovare per la vita
la donna fatta come lui
se girando il mondo trovero'
una che pensa come me
avro' trovato la mia strada
il resto poi verra' da se'...

giorno dopo giorno
l'aspettero'
passo dopo passo
io la cerchero' e la trovero'
la trovero' la trovero'!
ma un vagabondo come me
che insegue la felicita'
in fondo vuole dalla vita
solo l'amore che non ha...

giorno dopo giorno
l'aspettero'
passo dopo passo
io la cerchero' e la trovero'
la trovero' la trovero'!
ma un vagabondo come me
che insegue la felicita'
in fondo vuole dalla vita
solo l'amore che non ha...
solo l'amore che non ha...

vuole l'amore che non ha
solo l'amore che non ha...

Nicola di Bari

baci bela...

Silenciosamente ouvindo... disse...

Cheguei a este blogue por mero
acaso e registei-me como seguidor.
Se quiser visitar os meus, seria
um prazer.Também sou portuguesa
e perto de Lisboa.
Virei mais vezes.
Cumprimentos

Nilson Barcelli disse...

E há muitos paraísos que acabam, de facto, em inferno.
Escreveste um magnífico poema, querida amiga. Gostei imenso.
Um beijo.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Obrigada pela visita e pelo
comentário.Bjs./Irene