sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Lucidez


Luto para resistir
para manter a lucidez
no meio de tanta loucura
medo, inquietação, sofrimento
Tento alimentar a mente
pra não me perder
e em palavras desconexas
lançadas para o papel
tudo faço...
para me sentir inteira!
"
Ana Casanova

9 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida
um belo poema, temos mesmo de manter a licidez para não a fundar.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Francisco disse...

Ana tu és forte por isso tenho a certeza que sabes ir à luta. Há momentos em que a dor nos obriga a refugiar no silêncio ou no grito das palavras e criar poesia. Tu com o talento que tens, sabes criar verdadeiras peças de arte para distribuir pelos amigos. É um poema que apesar de belo é violento e triste. Um beijo grande

Humana disse...

Queridos amigos

O António MR Martins, fez-me uma surpresa, publicando um poema meu no seu blogue "Poesia Avulsa", aqui linkado.
Convido-os a visitar este poeta e amigo.
Obrigada e beijinhos.

HSLO disse...

As vezes temos essa necessidade, de nos sentir por inteiro, por completo...né.


abraços

Hugo

AFRICA EM POESIA disse...

Ana
Espero que depressa passe o mau tempo para que possas Sorrir e dizer ... Venci.
Um beijo

Daniel Ven Friend disse...

Descobri também que escrever a esmo é uma excelente válvula de escape... É melhor do que conversar com as paredes. É um jeito diferente de fazer as idéias evaporarem e se transformar em nuvens de coisas que podem cair depois em forma de chuva que refrigera a alma.

Manu disse...

Olá Ana!
Depois de andar a bisbilhotar por aqui e ler as poesias que tão bem escreves e sabendo que já tinhas editado um livro, peguei na minha adição pelos livros e fui em busca do teu. E que surpresa agradável eu encontrei, o livro está fantástico; um grafismo fora do comum (parabéns pelo filho talentoso) e poemas envolventes e muito terra-a-terra.
Talvez ainda não tenhas visto mas tenho um blogue de divulgação de poesia (TOCA A ESCREVER) e decidi que o poema de amanhã vai ser um dos que compõem o DESABAFOS D'ALMA.
Espero que gostes da minha escolha.
Bom Domingo
Beijos

Maria da Luz disse...

Querida Ana
Um forte e belo poema sem dúvida.
O pouco que tenho lido, tenho - me identificado tantas vezes.
Este poema, mais uma vez me tocou bem fundo!..."Lucidez"...Quão difícil é, tantas vezes, com o sofrimento, seja de que etilogia for, mantermos a lucidez! Ana é uma grande Mulher, Mãe e Lutadora! Continue a enriquecer-nos cada vez mais, com seu grito através da escrita! Muito obrigada. Beijinhos

Maria da Luz disse...

Querida Ana
Um forte e belo poema sem dúvida.
O pouco que tenho lido, tenho - me identificado tantas vezes.
Este poema, mais uma vez me tocou bem fundo!..."Lucidez"...Quão difícil é, tantas vezes, com o sofrimento, seja de que etilogia for, mantermos a lucidez! Ana é uma grande Mulher, Mãe e Lutadora! Continue a enriquecer-nos cada vez mais, com seu grito através da escrita! Muito obrigada. Beijinhos