sábado, 14 de agosto de 2010

Finito


Quando te abraço
quero dar-te vida
quando me olhas
sinto o teu grito no silêncio
quando te beijo
queria que fosse eterno...
"
Deixei criar o sonho no meu peito
inventei risos de alegria
construí pontes de harmonia
criei laços de ternura
bordados de desejo...
E tudo isto sabendo
que a realidade
é o finito.
"
Ana Casanova

9 comentários:

HSLO disse...

Cada dia mais linda Ana...
te desejo um ótimo sábado.

abraços

Hugo

tossan® disse...

Você construiu uma ponte do sonho a realidade. Linda poesia Ana. Beijo

Ester disse...

Nossa, que blog lindo este aqui, Ana!
As imagens, cores, palavras tudo casam-se perfeitamente!

Parabens!!

Maria Luisa Adães disse...

Ana

Lindo seu poema!
Mas pergunto, o final é o "Finito"?
Acaba? Ou continua´... e se continua, deixa de ser Finito.

Mas me parece que quer mesmo dizer "Finito" e eu aceito e talvez concorde.

Grata pela sua presença no meu poema, "Nascer e Viver"...

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Sonhando de pé no chão.
São poucos os que conseguem a façanha.
Poema delicioso, Ana.
E a foto está linda.

Beijo grande e ótima semana pra vc!

Saozita disse...

Olá querida Ana, mais um lindo poema. A realidade mesclada no sonho, mas de pé firme! Adorei.

Tem uma boa semana.
Beijinho

[ rod ] ® disse...

A realidade enobrece. Ser finito é notificar o tamanho dos nossos sonhos.

Bjs moça.

Espaço Aberto disse...

Olá Ana!
O nosso Blog está apresentando um grande amigo e Poeta Português.
Gostaríamos de contar com a sua presença nessa postagem, pois estaremos sorteando um livro, entre aqueles que participarem.
Estamos esperando você!
Receba o nosso abraço carinhoso

Manu disse...

Ana! Sim, estive na apresentação do "MOMENTOS". Desde que tive conhecimento da existência da "Temas" tenho frequentado com bastante assiduidade as apresentações no Campo Grande.
Pelo que estive aqui a ler fico com a ideia que temos lançamento até ao final do ano...
Beijo