segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Leva-me...




Dá-me a tua mão
leva-me contigo...
Para onde o céu seja sempre azul
o sol nunca páre de brilhar
os campos sejam sempre verdejantes
os pássaros chilreiem ao amanhecer...
Leva-me para onde o sonho não morre
para onde a felicidade existe
para onde eu tudo possa...
Porque eu não sei sonhar pequeno!
"
Ana Casanova

9 comentários:

Francisco disse...

Como sempre as palavras que moram em ti soltam-se e no papel mostram a beleza dos sentimentos.

Maria Luisa Adães disse...

Se queres levo-te comigo ao "Palácio da Quimera", numa viagem de Magia, onde os sonhos vivem e não morrem - nunca!

Depois de amares o muito que encontrares, te trago de novo, nas asas do vento!

Ofereço meus préstimos a quem escreve como tu sabes escrever e
onde colocas toda a riqueza de teus sentimentos.

Obrigada por me visitares.

Beijos,

Mª. Luísa

HSLO disse...

Isso...temos que sonhar grande...sempre.


amei a postagem.


abraços

Hugo

Espaço Aberto disse...

Olá!
Pensou que havíamos nos esquecido de você?
Nada disso... Por isso, estamos aqui outra vez!
Viemos convidá-lo para ver como ficou a nossa interação na construção de um poema com o nosso grande e imortal poeta, Vinícius de Moraes.
Estamos ansiosos para saber o que você achou do poema.
Receba o nosso abraço carinhoso

Vivian disse...

...e quem não levaria uma
doce e linda poeta como
você?

aqui, como sempre,
tudo cheira a encanto!

bj, querida!

...é claro que irei visitar
seu amigo!

obrigada pelo convite...

tossan disse...

Os sonhos não envelhecem nunca! Linda poesia! Me mande notícias. Beijo

Cristiana Fonseca disse...

Oi menina bonita,
lindas palavras.
Obrigada pela visita carinhosa.
Beijos,
Cris

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Sonhar pequeno é algo que também não sei fazer.
Adorei o poema, Ana.

Beijo grande!

[ rod ] ® disse...

Disse no twitter, agora à pouco:

"Não sou de terços nem de metades. Ou inteiro ou nada!"

Não aprenda nunca o sonho regrado.

Bjs moça.