quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A Mentira


Dizem que há várias mentiras
umas até piedosas
Para mim são falsas, mentirosas!
Agora ainda lhes chamam
de Inverdades
Tudo palavras enganosas, mentirosas...
Gosto da franqueza
da verdade nua e crua
da dureza que magoa
mas que não é mentirosa
e eu prefiro-a assim!
"
In "Dialectos da Memória" - Ana Casanova

9 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Concordo contigo.
A mentira é uma coisa obscena mesmo...
O poema é muito bom. Na forma e no conteúdo. Gostei imenso, querida amiga.
Beijos.

Angola Debates e Ideias- G. Patissa disse...

a velha e sempre nova sina doo humano, mentir ou dizer a verdade, quando, onde, como, por que sim, por que não, não até que ponto...?

Um abraço e força ao Blog e à escrita

Toninho Moura disse...

Vivemos a optar entre as pequenas mentiras e as grandes verdades.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi amiga...obrigdo pelo comentário lá, pela presença sempre amiga...
Acho que você tem razão...a mentira acaba causando dor, mágoa e o pior..a confiança que se perde pelo caminho...
Mas ainda acho que isso tudo é humano...
O poema como sempre é forte e fala a sua verdade...com certeza a verdade mesmo sendo dificil de digerir as vezes é sempre melhor que a pequena mentira...
Um abraço na alma
beijo

Novembro. disse...

Até mesmo as verdades são ditas no silencio de uma mentira...

Kimbanda disse...

Antes a dor que as palavras de quem sincero nos magoe, porque pelo menos sabemos que pode ser rude mas verdadeiro, à encapsulada mentira engendrada a nos consumir e a nos conduzir ao engano, caustica e dissolvente envenenada.

Mentira é desamor!

Beijo e kandandos meus.

Táxi Pluvioso disse...

As mentiras piedosas são muito necessárias, sobretudo aquelas que dizemos a nós próprios. good week

[ rod ] ® disse...

A mentira é uma verdade que não tem vergonha na cara!

Bjs moça e estou de volta...

tossan® disse...

Bem, se você gosta da verdade, portanto, te digo que estou adorando o teu livro. Fantástico!
Este diz o que todos condenam e praticam sem querer ou por querer.
A tua poesia é linda! Beijo