domingo, 2 de outubro de 2011

Apresentação "Nós Eternos" na CE BUCHHOLZ - III




Caros amigos e como previa pelas noites sempre mágicas que passo na Livraria Buchholz, dia 30 de Setembro tivemos mais uma noite emocionante neste "Mundo dos Livros" onde reina a palavra.
Como registo todos os momentos em fotografia, peço-vos que vejam as três postagens tal como fiz com a reportagem do Lançamento do "Nós Eternos" no Auditório do Campo Grande.
Como podem verificar, o ambiente foi de muita alegria, confraternização e poesia. Pedro Baptista meu editor, falou em nome da "Temas Originais", referindo como se vai "descobrindo" um escritor ao fim da terceira obra e falando naturalmente sobre mim como poetisa e sobre a minha escrita. Representando Francisco Amaral Jorge, autor do meu prefácio mas que por motivos de força maior, foi impedido de estar presente, tive comigo o meu amigo Poeta, Emanuel Lomelino, aqui conhecido no mundo da Blogosfera, como Manu. O Emanuel leu o prefácio pelo autor do mesmo e de seguida leu alguns dos meus poemas. Chegou a minha  hora de intervir, agradecendo aos presentes e falando um pouco sobre o significado especial que tem para mim este livro pelo facto de o dedicar à minha mãe e festejar o facto do Gonçalo já saber ler, o que voltou a acontecer com uma enorme naturalidade. Já tinha lido perante uma outra audiência bem maior e num local que por ser um auditório lhe poderia causar até mais nervosismo. Apesar de tudo e como o Gonçalo adora comunicar e microfones, tudo correu muito bem. Connosco estavam dois amigos meus conterrâneos Angolanos a quem dediquei o poema Frio/Quente que aqui vos deixarei. Terminámos com muita poesia e  conversa que se generalizou entre todos os presentes, acompanhada por um vinho Grego, oferta à Cristina Mendes pelo embaixador da Grécia que ali estivera na noite anterior. Também esta noite tive uma surpresa que me emocionou, quando Cristina Mendes da CE - Buchholz, me ofereceu um dos seus poemas, o que fez pela primeira vez, já que apenas pensa editar um livro para  oferecer aos amigos, na festa do seu quinquagésimo aniversário. Finalizámos com as habituais dedicatórias e mais conversa animada já à porta da livraria pois a noite estava excelente e os fumadores, ansiavam o momento, claro está.
Deixo-vos então com um dos poemas do "Nós Eternos" agradecendo todos os gestos de carinho e palavras de estímulo que me vão chegando por aqui, mail ou Facebook.
Um beijinho imenso cheio de amizade, Ana Casanova


FRIO/QUENTE

Num dia de inverno
De chuva míuda e cortante
Só por fora estou gelada

Por dentro sinto-me quente!
É África a correr-me nas veias
E o meu coração bate forte
Com a cadência e ritmo
Dos tambores da minha terra

in "Nós Eternos" - Ana Casanova

2 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

REGGINA MOON disse...

Ana, que lindo o seu Blog e suas postagens!Parabéns!!

Desculpe-me a demora em vir aqui retribuir a sua visita...andei muito repleta de trabalho esses dias...rs

Beijos!!!

Reggina Moon