terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Apresentação "Dialectos da Memória" - GENÈVE










Meus amigos, tal como prometido e porque sei que muitos gostariam de partilhar destes momentos mas por variados motivos não é possivel, venho desta forma partilhar convosco mais um momento inesquecível da minha vida mas também de quantos estiveram presentes e como podem verificar pelas imagens, vivenciaram uma noite feliz onde a Poesia reinou.
Graças à minha amiga Lourdes Carriço coloquei os meus livros em Genève e conheci um ser humano admiràvel, o Sr Antonio Pinheiro.
Na noite de sábado tive o prazer de conhecer Fernanda Bettencourt Pinheiro, sua mulher, que igualmente nos fez sentir em casa participando da tertulia de poesia e ajudando na dinamizaçào do evento.
Comigo estavam o meu filho César, o autor da capa do livro e ilustrações, que fez uma pequena exposição dos seus trabalhos, levando-os a Genève e a minha querida amiga, a Professora Cecilia Melo e Castro que me apresentou.
Aqui vos deixo com algumas das palavras que usou para falar da minha poesia:
"A Autora consegue fazer-nos viajar pelo Universo das suas emoções e sentimentos, obrigando os seus leitores a viver e conviver com cada momento da sua palavra poética, tornando-nos personagens reais das suas "estórias" dos sentidos, onde o amor e a paixão nos envolvem intensamente.
...E assim aqui estou eu, respondendo ao desafio do seu convite, sem medos, restriçòes, julgamentos ou comparaçòes (palavras suas num seu poema), mas sim com o enorme prazer de falar sobre "Alguém", que tem a coragem de enfrentar a crítica, os amigos, os amigos dos amigos,os leitores anónimos, cruzando o real com o imaginário, sabendo que nesta luta diária do Eu e do Outro, se cruzam também sinestésicamente, sentimento e emoções, percepcionando-os numa atmosfera lúdica de mistérios e revelações com que convivemos ou desejamos conviver."
E porque não posso transcrever tudo o que esta pessoa admirável que tenho a grande honra de chamar de AMIGA, escreveu, apenas deixo mais algumas das suas palavras que praticamente foram o términus da apresentação: "...Foi realmente um desafio à minha capacidade de reflectir sobre a amizade, as alegrias, o amor, a paixão, as frustrações, a solidão mas também sobre nós e o mundo que nos rodeia, construindo também os nossos "diálogos interiores" e acreditando que é através das emoções que podemos mudar a nossa maneira de estar nesse mundo que se tornou frio e calculista, individual e pessimista e ainda com o Outro, sendo este outro a Humanidade."
De seguida foi a minha vez de falar sobre como tudo começou e cheguei até Genève, aproveitando como sempre para defender uma causa que é razão da minha luta diária, a importancia da inclusão das crianças especiais na sociedade.
Falei do meu filho Gonçalo, hiperactivo com défice de atenção, dando as boas novas de que aos 10 anos começou a ler e se Deus quiser e tenho a certeza que sim, estará a ler, no final deste ano lectivo.
Li o seu poema, ESPECIAL, que se encontra no meu primeiro livro e senti que todos os que me rodeavam estavam comigo e me entendiam na perfeição.
O frio que se fazia sentir na rua era intenso mas o calor humano ali dentro nào deixou que se fizesse sentir.
Uma querida amiga de blog, a Carmen, "Flor Alpina", fez 400 Kms de Zurique até Genève, com marido e dois filhos de idade proxima da idade do Gonçalo, para me conhecer e foi um gesto lindo que me comoveu de forma intensa.
Como sempre, a Cecilia Melo e Castro convidou os presentes a ler algumas poesias e foram raras as pessoas que nào o fizeram e apenas por uma certa timidez.
É interessante sentir que tocamos os outros com as nossas palavras que passam a ser também de quem nos le e escolhe este ou aquele poema dizendo até que podia ter sido escrito por ele(a), caso escrevesse.
Seguiram-se as dedicatórias, sempre com palavras de incentivo de quem gostou do que ali ouviu e leu e conheci um casal aqui retratado que até chegou à conclusão que já visitava o meu blog,
Osvaldo e a Ana que até já comentaram o post anterior.
Tive a surpresa de aparecer um jornalista da "Gazeta Lusófona", jornal mensal distribuido em toda a Suiça que me entrevistou assim como ao César e Cecilia Melo e Castro. Assim que tenha o jornal, partilharei a noticia convosco.
Terminámos com o Porto de Honra oferecido pela Livraria Camões e no meio das letras as palavras não faltaram!
Aqui deixo a todos os que participaram e aos que tornaram esta noite possível o meu muito obrigada.
São estes momentos que nos servem de incentivo para continuar a escrever e partilhar neste mundo da Poesia que não é fácil mas é verdadeiramente mágico e belo!
Um beijo a todos e como sempre um... VIVA À POESIA!
"
Ana Casanova










12 comentários:

Osvaldo disse...

Ana;

Nunca será demais repetir e enaltecer a bela tertúlia organizada pelo casal Pinheiro, proprietários da Livraria Camões aqui em Genebra por ocasião do lançamento do teu segundo livro "Dialectos da Memória" que aconselho vivamente a todos os amantes da boa literatura e no caso concreto, da poesia.
Embora a noite estivesse bem "geladinho", o calor humano que todos sentiam no interior da livraria era reconfortante e aconchegante e a participação dos presentes foi notável. Os teus dois livros, a Ana "devorou-os" com imenso prazer em pouco tempo e já começou, como é seu hábito a seleccionar alguns poemas que transcreve no seu jornal de vida.
Também quero uma vez mais realçar a grande veia artística do César nas artes plásticas e lhe dizer que o quadro que adquiri e que expus a foto no meu blog, ficará em lugar de destaque no meu salão ao lado de outros quadros de grandes artistas.
Uma palavra de carinho para o Gonçalo que quem sabe virei a conhecer um dia para o escutar recitar os teus poemas.
E os parabéns também para a Cecília pela maneira simpática e informal de como fez a apresentação do livro.
Espero que outros lançamentos se sigam e os votos de muito successo para todos.
bjs,
da Ana e Osvaldo

Helcio Maia disse...

Ana,
emocionante seu relato, filhos são aqueles que trazemos à vida, pessoas e obra (livros, composições, projetos, sonhos...).
PUs-me a pensar em tudo quanto desejo realizar nesta vida, inclusive publicar um segundo livro.
Prabéns pelo evento, pela intensidade com que você se coloca no mundo, pela generosidade de compartilhar conosco momentos tão significativos.
Abraço carinhoso.

Paulo Tuba disse...

Meus parabéns pelo lançamento de seu livro - fiquei curioso para lê-lo. Tem distribuição no Brasil? Beijos e saudações, Paulo Tuba.

mundo azul disse...

________________________________


Que bela festa, Ana!
Você merece todo o reconhecimento que seus livros estão tendo... Que seja sempre assim, e a cada publicação, o seu sucesso cresça ainda mais!

Beijos de luz e o meu carinho!!!

________________________________

netuno artes disse...

A luta é diária, e tua luta temsido assim, parabéns fico feliz por tudo estar dando certo. Agora é desfrutar dessas oportunidades e partir para o próximo,

parabéns, parabéns, parabéns
bjs netunianos

netuno artes disse...

Fiz uma pequena homenagem,
bjs netunianos

O Antagonista disse...

Minha amiga distante... fico muito feliz com seu sucesso e sua alegria.

Um forte abraço!

José Sousa disse...

Olá Ana!
Participar numa tertúlia, para mim, é das melhores coisas que me podem oferecer... adoro!
Pelo que li, tudo aconteceu a teu gosto. Ainda bem, fico feliz por ti. Força e contiunua, eu estou aqui para te ler.

Um beijão, bom fim de semana.

Sonhadora disse...

Minha querida

Os meus parabéns pelo livro...e viva a poesia.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Mgomes - Santa Cruz disse...

Ana: Os meus sinceros parabéns, e que tenhas o maior sucesso, quanto ao teu filho ele há-de ler e muito bem, tudo é possivel e nada nesta teera é impossivel de se fazer e realizar.
Beijos
Santa Cruz

FlorAlpina disse...

Olá Ana,
Foi com enorme prazer que me desloquei de tão longe para assistir ao lançamento do seu livro! Eu é que tenho a agradecer a amabilidade com que todos me receberam! Fiquei encantada com os trabalhos e a maneira de ser do César, muitas felicidades também para ele. Gostei imenso a maneira com que a sua amiga Cecilia, a apresentou assim como aos seus livros. Deliciei-me com a magnifica turtulia que se proporcionou. E espero conhecer um dia pessoalmente também o Gonçalo. Na mesma noite conheci o Sr. Osvaldo e a esposa Ana, não desfazendo em ninguem são pessoas de uma simpatia impar!
Peço desculpa por só agora dar noticias, mas por motivos pessoais e de saude nao tenho tido tempo de qualidade para a vir visitar.

Ana agora que a conheço "no real" deixe-me dizer-lhe que admiro ainda mais como mulher e mãe!

Bjs dos Alpes

Laura disse...

Olá!

Pela mão do Osvaldo e Ana, casal inseparável e meus diletos amigos do coração, vim espreitar e saio encantada. Gostei de ver os meus amigos nas fotos, e de todos, saber que tudo se encheu daquele calor humano que tanto aprecio!

Muita felicidade pela vida fora, gostei de ver amigos queridos por aqui.

Um abraço apertadinho da Laura, que viveu desde menina na terra amada, Luanda!