segunda-feira, 26 de setembro de 2011

"NÓS ETERNOS" - Lançamento Fotos I









Meus amigos, sábado, dia 24 de Setembro de 2011, foi lançado o "Nós Eternos".
Como sempre, partilho convosco mais este momento importante da minha vida, mostrando-vos em três postagens, fotos do evento.
Foi um dia marcante pelo enorme calor humano que se sentiu naquele auditório. Eu estava feliz e extremamente emocionada porque pretendia fazer uma surpresa à minha mãe, homenageando-a enquanto ela, com a doença que tem, Angiopatia Amiloide (tipo de Alzheimer) ainda o consegue reconhecer.
Depois existia um outro motivo muito especial que se prendia com o facto do Gonçalo ir ler pela primeira vez em público. Como se devem recordar, porque partilhei convosco, prometemos o ano passado no lançamento do "Dialectos da Memória" que iamos trabalhar muito e que no próximo livro da mãe, ele saberia ler e teria um poema. A promessa foi cumprida e o Gonçalo começou a ler em Fevereiro deste ano, a completar os 11 anos de idade, feitos em Março.
Escrevi para ele "O meu poema", que ele leu muito bem com a ajuda da minha querida amiga e grande poetisa, Lita Lisboa que lhe transmitiu uma segurança muito grande. Foi muito acarinhado por todos os amigos que estavam connosco e ele estava radiante.
Pela Temas Originais fui apresentada por Pedro Baptista que realçou as características da minha escrita e obra e autora foram apresentados pelo meu querido amigo e poeta que tanto admiro, Francisco Amaral Jorge, que escreveu o prefácio do livro. Como ele referiu foram dois grandes amores comuns que nos uniram: O amor à Poesia e à nossa terra, Angola.
Intercalando as intervenções, Lita Lisboa leu alguns dos meus poemas, o que muito me honrou pela grande amizade e admiração como Mulher e Poetisa, que lhe tenho.
De seguida, Delmar Gonçalves, Presidente dos Escritores Moçambicanos na Diáspora, fez a surpresa de pedir para intervir e entregou-me um Diploma de Membro honorário da Associação o que maus uma vez. me honrou, orgulhou e emocionou muito.
Depois de tanta emoção,  apenas consegui agradecer a todos a presença naquela tarde de sábado, ler o poema que escrevi para a minha mãe e que aqui vos vou deixar,não podendo deixar de referir que o meu filho César será sempre o autor das capas e ilustrações do meu livro. Também ele explicou o motivo das quatro "árvores da vida" com que  o ilustrou.
Em seguida e como habitual, seguiram-se as dedicatórias e o Porto de Honra com chocolatinhos para adoçar ainda mais as bocas.
Um ambiente envolto em Poesia,  Amor e Amizade que nunca esquecerei, nestes "Nós Eternos"!


Ana Casanova


MÃE

Eu não sei se já te disse
que te amo infinitamente

Que foste o meu raio de Sol
Tantas e tantas vezes

Que foste a pessoa mais forte
A mais corajosa que eu conheci

Uma amiga, a confidente
a Mulher que eu aprendi a ser


in "Nós Eternos" - Ana Casanova

3 comentários:

Malu disse...

Ai! Que delícia!!! Que tudo corra dentro do maior SUCESSO!!! GRande abraço!!!

FlorAlpina disse...

Muito, muito sucesso Amiga Ana!

Bjs dos Alpes com muito carinho.

Marcia disse...

Parabéns amiga,lindas fotos,linda você!