quinta-feira, 14 de maio de 2009

Filhos




Enquanto desfolhava uma revista, vi uma entrevista que me chamou a atenção pelas palavras de um Pediatra e também psicanalista, Aldo Naouri.

O Dr Naouri afirmava que de há 40 anos para cá, os pais "em vez de educar, seduzem" os filhos e escreveu até um livro com regras para disciplinar "pequenos ditadores".

Discordei de muitos pontos, até porque odeio generalizações e não consegui identificar-me ou aos meus filhos em vários dos casos descritos.

Que a educação começa no berço, estou inteiramente de acordo e que muitos pais colocam os filhos à frente deles próprios e dão cabo das relações, também é um facto corrente.

Muitas mulheres logo que são mães, parece que esquecem que continuam mulheres para mal delas próprias e companheiros.

Refere ainda que os papeis se inverteram e que em vez de os filhos fazerem tudo para agradar aos pais, são os pais com receio de não serem amados, a comprar o amor dos filhos.

Não me revi neste caso também graças a Deus.Os meus filhos amam-me tanto como os amo apesar de todos os percalços da minha vida.Não me sinto menos amada hoje.

O Gonçalo teve que entender que a fadinha dos dentes era a mãe e que por ter caído o dente, na altura certa receberá o presente que eu puder dar.No pai Natal continua a acreditar apesar dos seus nove anos e assim será até que descubra por si mesmo como aconteceu com a mãe.

O que eu lhes transmiti foi que a vida tem altos e baixos e eles entendem-no perfeitamente.A mãe deles "perdeu os aneis" mas os deditos estão aqui.

Concordei com o aspecto que refere quanto às hierarquias na medida em que elas realmente existem em todos os aspectos da vida.

Somos pais e temos que ser respeitados como tal.

Os meus filhos têem em mim uma cumplice, companheira de viagem mas sou a mãe!

Já não consigo concordar que "uma ordem é uma ordem" e não a temos que explicar.

Respeito os meus filhos como individuos e quando lhes digo um sim ou um não é com um motivo.Eles podem até discordar mas eu sou a timoneira deste barco até que possam navegar sózinhos.

Uma coisa é certa:Curso de mãe eu não tenho como não tiveram os meus pais ou quaisquer outros e cada um faz o melhor que sabe e pode!

Concordam, discordam?Adorava saber.


"





Ana Casanova

20 comentários:

Marcelo disse...

Concordo inteiramente com a sua linha de raciocínio.
Tenho filhos também, e sempre os encarei como indivíduos com algumas necessidades especiais ainda, mas em breve estarão aptos a caminhar com suas próprias pernas.
Em momento nenhum acreditei que eu ou a mãe deles precisa viver em função deles ou vice-versa.
Todos temos as nossas necessidades, sonhos e objetivos.
Creio que não devemos abrir mão disso por nada ou ninguém.
Obviamente filhos são os "objetos" mais importantes em nossas vidas, aqueles que amamos de forma incondicional, os que realmente importam para nós e , muitas vezes, aqueles nos quais espelhamos e focamos vitórias que não tivemos.
Mas sempre devemos ter o cuidado de não nos anular ou viver em função de algo que um dia voará para longe de nós de alguma forma.

Beijos mamãe e seu filho é lindo, parabéns.

João Reis disse...

Com o que concordaste também estou de pleno acordo. Mas também nota-se que nos tempos que decorrem cada mais está mais difícil educar. Hoje há uma falta tremenda de tempo e diálogo na família. Talvez por isso alguns pais tentem compensar esta falta com outras coisas que não, o diálogo, presença, carinho... e por aí fora. Mas quem sou eu para falar deste assunto tão melindroso...
bjinhos Ana e continua a ser a Mãe que és.

Phaty disse...

Olá Ana.
Que bom que gostou, esse era o objetivo, nos divertir.

Concordo com voce, tenho uma filha Ana também, e nós somos amigas, coisa que não tive com minha mãe. Os tempos são outros. Acredito que o tratamento carinhoso que dou e recebo de minha filha asim como voce faz com os teus, só nos trz beneficios. Quando precisamos ser as "MÃES", fica mais facil explicar onde eles erraram e mostrarmos o caminho do bem.
Nós somos o espelho deles, se soubermos dar amor, amor receberemos.
Linda a foto tua com o filho. Guarde-a bem guardada, pois em breve ele estará maior que voce.
(crescem como abobrinhas...muito rápido)
beijos

©tossan disse...

És fabulosa mãe! Infelizmente não os tenho, primeiro por opção e depois pelo casal não conseguir. Bj

régi disse...

Nos tempos que correm ser mãe dá uma trabalheira danada... é uma tarefa muito séria.
Beijos para tí e filhote

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Folgo em saber que pertence ao grupo (infelizmente cada vez mais reduzido) de mães que ainda sabem quais são as funções de Mãe. Não deixa no entnto de ser verdade que a maioria dos pais ( entenda-se também como mães daqui para a frente) se demitiu das suas funções.
Seja por não terem tempo, por falta de pachorra, ou outra justificação qualquer, os pais procuram efectivamente o amor dos filhos através da via mais fácil que é não os contrariar nos seus desejos. É um erro crasso que os jovens de hoje um dia mais tarde não lhes perdoarão, mas o problema é deles.
Essa tentativa de seduzir ( eu diria mesmo, por vezes, comprar) os filhos é ainda mais visível em filhos de pais separados, onde cada um procura garantir o amor dos filhos através de uma competição pouco saudável, de que os jovens se apercebem e procuram tirar partido. Assim se criam muitos monstrinhos que andam por aí à solta.

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA ANA, CONCORDO PLENAMENTE COM O TEU MAGNÍFICO TEXTO... DEVIA SER COMO TU DESCREVES, MAS INFELIZMENTE EM MUITOS CASOS NÃO SE PASSA ISSO E SÃO CRIADAS, CRIANÇAS REBELDES... PEQUENOS DITADORES... UM ABRAÇO DE AMIZADE,
FERNANDINHA

régi disse...

Deixei-te uma dica no Baleizas

beijO

netuno artes disse...

Nós pais nos deitamos para nossos filhos passarem por cima, protegendo-os e amparando-os, muitas , se não todas as vezes, deixamos de agir por nós, de realizar nossos sonhos, sejam grandes ou pequenos, para que consigamos realizar os sonhos deles, vivemos enfim para eles.
É nossa obrigação, nossa função, foi assim da parte de meu pai para mim, e tem sido assim de mim para minha filha, que em breve fará 15 anos em julho próximo.
Grande abraço querida amiga e belíssima postagem e abordagem de tema,
abraços netunianos

Vieira Calado disse...

Educar os filhos não precisa curso.
Precisa é de bom senso e amor.

Bjs

Nadezhda disse...

Não tenho filhos, mas tenho uma irmã pequena. E vejo que independente de como se cria, é difícil sempre.

;)

i ILÓGICO disse...

filhos, se tê-los como criá-los?

tenho-os, 4.

são meu porto seguro, pois sei qual é a disposição deles, quase sempre.
há, principalmente da minha parte, uma necessidade de troca.
eu dou o que posso; atenção, carinho, compreensão, alimento, educação e exemplo.
quase sempre acerto, acho.
mas quando erro, a danada da certeza me fere (coisa rara ouvir filhos falarem "mal" da mãe... quase sempre é o pai o tirano. pelo menos cá no brasil)
da parte deles, me dão o que há de mais lindo!
são crianças!!!
elas não são um peso, uma obrigação, uma ameaça à minha liberdade, um estorvo.
eles são a minha volta garantida, são minha curtição, são minha memória da infância.
e são meus filhos!!!

Elcio Tuiribepi disse...

Filhos...bom tê-los, bom tentar entendê-los no dia-a-dia, ensinar e aprender com eles...
Aqui no Brasil tem um escritor que fala muito sobre este assunto, ele é psicólogo entre outas funções...Içami Tiba é autor de vários livros que abordam estes assuntos, porém na prática discordo um pouco de seus fundamentos, sei lá, não há uma regra, um método igual para todos...
Mas, em muitas coisas ele tem razão, nós é que deixamos o tempo certo de fazê-lo as vezes passar, aí quando vemos é tarde demais...rsrs...eles crescem rápido demais...
Um abraço na alma...boa semana...lindas as outras fotos também...valeuuuu

Zeze disse...

Olá

Os Pais teem a cima de tudo de ser o principal Amigo dos filhos, para que nada seja posto nem visto de forma a ocultar alguma coisa!

Beijoka

Vladir Duarte disse...

Vou deixar para concordar ou discordar de você depois que for pai e que meus filhos já estejam grandinhos, assim como os seus. Aliás, que rapazes bonitos você tem!!! Parabéns pela bela família. Beijos...

Miguel disse...

Olá Ana, concordo plenamente com as tuas palavras e no caso da minha ex, ela faz o melhor possivel para educar bem os meninos e que eles tratem os outros com respeito... mas realmente ela esqueceu-se que ainda é mulher.
E eu tambem não nasci ensinado mas trabalho tambem em conjunto com mihna ex para os preparar para enfrentar o futuro que teêm á frente e para aque não façam os mesmos erros que nós fizemos

netuno artes disse...

Tua mensagem é para refletir . . .
Sempre nos toca, de alguma forma,
não poderia ser de outra forma, uma linda postagem , vinda de uma linda mulher linda,

aguardo

beijo

Toninho Moura disse...

Educar é tão complicado. Ser liberal, acostuma mal. Ser sério, vira um chato. Agora, estamos aprendendo a ser pais, podemos errar de vez em quando. Pessoalmente, prefiro errar na restrição do que errar no excesso de liberdade. Não sei se está dando certo, pois cada filho é uma pessoa diferente. O tempo dirá!

©tossan disse...

Apesar de não ter filhos como você Ana concordo sim, acho que o teu curso de mãe é a própria vida e já podes dar aulas. Beijo moça, fique com Deus! Beijo

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,